Em parceria inédita National Geographic Channel e GE apresentam a série “Breakthrought – Bem-vindo ao Futuro”

Em uma parceria sem precedentes, o National Geographic e a GE apresentam a nova série BREAKTHROUGH – Bem-vindo ao Futuro, produzida pela Imagine Entertainment e a Asylum Entertainment.

Com produção executiva de Ron Howard, Brian Grazer, Steve Michaels, Jonathan Koch e Mark Dowley, BREAKTHROUGH – Bem-vindo ao Futuro revela-se uma série revolucionária sobre pesquisadores científicos das principais universidades e instituições e as inovações e avanços de ponta que irão transformar nossas vidas no futuro e além. A série pretende dar vida às histórias, pessoas e tecnologias que estão por trás destes avanços. Além de mostrar como eles estão mudando o nosso mundo.

Com estreia no Brasil em 7 de novembro, cada um dos seis episódios de uma hora é dirigido por algum dos principais nomes de Hollywood: Angela Bassett, Peter Berg, Paul Giamatti, Akiva Goldsman, Ron Howard e Brett Ratner.

BREAKTHROUGH – Bem-vindo ao Futuro explora as extraordinárias descobertas científicas e diversos campos, tais como o estudo do cérebro humano, longevidade, água, energia, epidemias e tecnologia robô. As incompreensíveis inovações que fazem parte do cotidiano. Estes fenômenos acontecem em um piscar de olhos, nos campos de batalha, nos parques de diversões, nas supercolisões de partículas e nas estações espaciais internacionais, nas casas e carros inteligentes. Estes são alguns dos exemplos das revoluções modernas que interferem na forma como vivemos.

A série irá explorar a coragem, imaginação, paixão e sacrifício que os cientistas empenham para poder dar vida à estas inovações.

Os temas são:

Combatendo Pandemias – Direção de Peter Berg: O diretor conduz os espectadores ao dramático, inspirador e, às vezes, desolador mundo dos pioneiros em estudos que podem evitar surtos de doenças e salvar o mundo de pragas futuras. O atual surto de Ebola está fazendo com que a ciência médica se desenvolva tão rápido quanto a ação do vírus, a fim de que sejam alcançados avanços que possam culminar com um mundo virtualmente livre de agentes patológicos. Dos antibióticos e vacinas a programas de computadores que preveem como os vírus se espalham, novas ferramentas para salvar vidas serão utilizadas para combater o grande raio de vírus em um futuro próximo, como HIV, influenza, dengue, malária e diversas outras doenças fatais. Acompanhe a Dra. Maria Croyle, que desenvolveu uma forma revolucionária de introduzir vacinas e vírus frios; e o Dr. Ian Crozier, um virologista da Organização Mundial da Saúde (OMS) que combateu o Ebola em Serra Leoa até que ele mesmo contraiu a doença e passou 40 dias agoniantes trancado em quarentena no Hospital Universitário de Emory. Crozier conseguiu se recuperar e é testemunha de que o vírus continua se multiplicando sob os seus olhos.

O Ultra-Humano – Direção de Paul Giamatti: As perspectivas de um ser-humano e de um ciborgue são as mesmas. Por ciborgue se entende qualquer pessoa que tenha recebido auxílio de uma tecnologia especializada, tais quais membros artificiais ou marca-passos. Porém os avanços na ciência está nos levando para além da reposição de partes do corpo a um novo patamar que muda a natureza do corpo e da mente. A mistura entre biologia e tecnologia está nos fazendo melhores, mais fortes, mais rápidos e mais inteligentes. A forma como pensamos, sentimos, e vivemos o mundo está mudando. Porém, dada esta mistura entre o que é natural e o que é feito pelo homem, isso fará com que nos tornemos mais do que humanos? Assista a Trish Aelker construir exoesqueletos que dão a força sobre-humana a meros mortais. Confira também o Dr. Miguel Nicolelis, um especialista em cérebros artificiais, que trabalha com o projeto Walk Again (andar de novo, em tradução livre) e dá novas esperanças a pessoas que tiveram lesões na espinha.

Decodificando o Cérebro – Direção de Brett Ratner: Depois de milênios de especulações sobre o que tem dentro do cérebro humano, nós agora possuímos as ferramentas necessárias para explorar o que continua escondido. Estas ferramentas estão possibilitando avanços que podem até curar milhares de sintomas, doenças e síndromes, tais como a epilepsia e doença de Alzheimer. Conheça os pesquisadores e cientistas que lideram este projeto, como Dr. John Schenck, que foi a primeira pessoa a ter o cérebro escaneado por uma máquina no início dos anos 1980. Além do Dr. Steve Ramirez, que foi quem descobriu uma forma de modificar nossas memórias ou os sentimentos sobre essas memórias.

A Fonte da Juventude – Direção de Ron Howard: Nos últimos anos, estudos recentes sobre o processo de envelhecimento abriu novos caminhos que pode nos ajudar a viver mais saudáveis por mais tempo. Podemos ir além e tratar os processos de envelhecimento em si em vez de casos particulares de cada doença? Uma vida mais longa é necessariamente uma vida melhor? Um grupo de pesquisadores acredita que o real avanço é estender nosso tempo de saúde – o período da vida que passamos livres de doenças. Ouvimos de Laura Deming, que abandonou o M.I.T e se comprometeu a fundar e achar projetos que podem expandir a saúde humana, e Dr. Brian Kennedy, que trabalha com a biologia básica do envelhecimento e tem sido crucial no desenvolvimento em incontáveis trabalhos de outros pesquisadores.

Energia no Limite – Direção de Akiva Goldsman: Nós estamos cercados por diversas fontes de energia limpa que esperam para ser utilizadas – energia esta que, inclusive, pode até substituir os combustíveis fósseis. Encontrar novas formas para extrair energia do que encontramos em torno da gente faz parte do trabalho de uma leva rara de cientistas e engenheiros – homens e mulheres – que combinam habilidades técnicas, imaginação e foco. Isto significa horas atrás de projetos inovadores na área de produção de energia alternativa. Um desses engenheiros é Louis Michaud, que está construindo uma máquina para captar energia produzida por tornados. Além do time no National Ignition Facility, que tenta salvar o mundo pelo poder de uma fusão controlada de elementos.

A Crise da Água – Direção de Angela Bassett: A Califórnia está próxima de um apocalipse. O estado lida com a expectativa de uma futura seca que irá custar bilhões de dólares em perdas para a agricultura e milhares de empregos. Mas não é só o estado californiano que terá de lidar com este desafio. Em todo o mundo governos sofrem com o aumento das populações e a escassez do abastecimento de água. O foco da diretora é na inspiradora história das pessoas que trabalham para mudar este paradigma, como: Sanda Postel, que tenta trazer água de volta Rio Colorado, que foi transposto para abastecer a costa oeste dos Estados Unidos; Aaron Mandell, que desenvolveu um projeto de dessalinização da água a fim de oferecer uma opção para conservar e reutilizar este precioso recurso natural; e o arquiteto italiano Arturo Vittori, que construiu um ponto de coleta de água em um isolado vilarejo na Etiópia e serve como enredo para tratar dos triunfos e desafios deste tipo de inovação.

Um oferecimento do National Geographic e da GE, duas marcas dedicadas à inovação, ciência e exploração, a série vai ao ar em novembro no National Geographic Channel em 440 milhões de lares espalhados por 171 países diferentes e disponível em 45 idiomas. A produção executiva inclui Michael Rosenberg, da Imagine Entertainment, Ryann Lauckner e Kurt Sayenga, da Asylum Entertainment, Beth Comstock, da GE, e Hamish Mykura, da National Geographic Channels International.

Tanto a GE como o National Geographic Channel estão comprometidos em inspirar o maior número de mentes curiosas ao redor do mundo com a nova série BREAKTHROUGH – Bem-vindo ao Futuro. Dia 7 de novembro, às 22h15, no Nat Geo.

Comentários - Facebook